| COMO CHEGAR | FAVORITOS | CONTATO | ANUNCIE | TELEFONES ÚTEIS |
NEWSLETTER
   

07/12/2017


Audiência pública discutiu projeto sobre floresta urbana

Por: Assessoria de Imprensa Câmara Municipal da Estância de Atibaia

A Câmara de Atibaia realizou audiência pública, na última segunda-feira, 4 de dezembro, para a discussão do projeto de lei complementar nº 21/2017, que declara como floresta urbana duas glebas no centro da cidade, entre o morro próximo ao Corpo de Bombeiros e o boulevard Takao Ono, com cerca de 47 mil metros quadrados.

Os trabalhos foram coordenados pelo vereador Michel Ramiro Carneiro, na condição de presidente da Comissão Permanente de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Ao abrir a audiência, ele destacou que o objetivo é “recolher subsídios para o processo de tomada tanto do Executivo quanto do Legislativo”. Michel passou, então, a palavra para os representantes da Prefeitura (Coordenadoria Especial do Meio Ambiente), Gislaine de Carvalho e Daniel Borghi. O vereador Daniel Martini participou da audiência.

Gislaine leu o texto do projeto e coube a Daniel Borghi detalhar a área objeto da proposta. Ele citou legislação de 1998, que declarou o trecho como Área de Proteção Ambiental Permanente. Segundo o técnico, o objetivo da Prefeitura agora é definir melhor os contornos desses fragmentos “que funcionam como pulmão”, embora pertençam a proprietários particulares.

Após a apresentação, a audiência abriu espaço para os questionamentos dos presentes. O Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente apresentou sugestão de emenda ao projeto, recebida pelo presidente Michel Carneiro. O conceito de floresta, maciço e/ou fragmento esteve entre os pontos mais discutidos, assim como o limite para a supressão de área verde em empreendimentos particulares autorizados pelo município.

Para o vereador Daniel Martini, que elogiou a contribuição do público, o projeto em tramitação na Câmara poderia ficar restrito à preservação ambiental, passando as regras de supressão de mata para outra proposta de lei, havendo remissão (referência e interligação) entre os dois textos legais. Para ele, seria uma forma de organizar a legislação de uma forma mais clara e abrangente.

Leia mais:

Audiência Pública sobre loteamento no Laranja Azeda será realizada nesta quinta-feira (7)
Audiência pública sobre floresta urbana será realizada dia 4 de dezembro
Audiência Pública sobre implantação de loteamento no Laranja Azeda ocorre dia 7 de dezembro
Vereadores acompanharam audiência sobre o orçamento de 2018
Audiência Pública sobre alterações viárias no Jardim do Lago ocorre na quinta-feira (19)

 

Compartilhe este texto:

|

 

COMENTAR >>

Os comentários e textos assinados por colaboradores ou assessorias de imprensa não refletem, necessariamente, a opinião do portal www.atibaia.com.br. Todas as informações são de integral responsabilidade de seus autores.

 

publicidade

publicidade

Busca de notícias:

 

NOVO!
CLASSIFICADOS!

Classificados gratuitos do portal
Atibaia.com.br!

 

 

Banco de Empregos
Total de vagas: 257

 

publicidade

últimas notícias

:: Criminosos assaltam agência bancária no centro de Atibaia
18/01/2018

:: Coral Nossa Senhora de Fátima de Atibaia está com inscrições abertas
18/01/2018

:: Futebol: Atibaia estreia na A3 com vitória por 2 a 0 sobre Rio Branco em Indaiatuba
18/01/2018

:: Bloco do Jacaré dá início ao Crnaval de Atibaia no dia 27 de janeiro
18/01/2018

:: IPVA com desconto para veículos com placas final 8 vence nesta quinta (18)
18/01/2018


Lei sobre tempo de espera em hospitais foi promulgada e divulgada na Imprensa Oficial
1558 visitas
Prefeitura de Atibaia abre edital para empresas oferecerem brindes e serviços no Carnaval
1500 visitas
Diretoria de Ensino da Região de Bragança Paulista abre processo seletivo para contratação de profissionais
1466 visitas
Sobe para 21 o número de mortes por febre amarela no estado de SP
1363 visitas
Saiu a lista de filmes selecionados para o 5º Festival Brasileiro de Nanometragem
1318 visitas

publicidade